Passaporte Italiano termina 2018 como o 4º mais poderoso do mundo

Com acesso liberado em 187 países, passaporte italiano é o quarto mais forte em todo o planeta

O passaporte italiano foi eleito como o 4º passaporte mais poderosos do mundo, junto com outros países como a Dinamarca, Suécia e Espanha. O ranking foi produzido pela Henley & Partners, empresa que há mais de uma década elabora todos os anos a lista de passaportes com base em dados recolhidos junto à IATA, a Associação Internacional de Transporte Aéreo.

Em 2018, o passaporte japonês terminou como o mais poderoso do mundo. Apesar de mais fraco que o italiano, o passaporte brasileiro ocupa um honroso 16olugar na lista que soma 218 países.

Se você ficou curioso para saber a posição de alguns dos outros passaportes mais conhecidos do mundo, aí vai o Top 20 dos mais poderosos:

 

O ranking dos passaportes mais poderosos do mundo em 2018

(posição/país/países com acesso livre)

  1. Japão. 190
  2. Cingapura. 189
  3. França/ Alemanha/ Coreia do Sul. 188
  4. Dinamarca/ Finlândia/ Itália/ Espanha/ Suécia. 187
  5. Áustria/ Luxemburgo/ Holanda/ Noruega/ Portugal/ Reino Unido/ EUA. 186
  6. Bélgica/ Canadá/ Irlanda/ Suíça. 185
  7. Austrália/ Grécia/ Malta. 183
  8. República Tcheca/ Nova Zelândia. 182
  9. Islândia. 181
  10. Hungria/ Malásia/ Eslovênia. 180
  11. Letônia/ Lituânia/ Eslováquia. 179
  12. Estônia/ Liechtenstein. 178
  13. Polônia. 175
  14. Chile/ Mônaco. 174
  15. Chipre. 173
  16. Brasil. 171
  17. Argentina/ Hong Kong. 170
  18. Bulgária/ Croácia/ Romênia. 169
  19. Andorra. 168
  20. San Marino/ Brunei. 165

 

Como ter o passaporte italiano

O passaporte italiano e a carteira de identidade italiana são documentos de identificação exclusivos para quem é cidadão italiano.

Por lei, descendentes de italianos que comprovam a transmissão do sangue por meio de certidões de nascimento tem direito ao reconhecimento da cidadania. Não há limite de geração. Sendo assim, um tetraneto, por exemplo pode também requerer a cidadania italiana.

O princípio básico da nacionalidade italiana é o ius sanguinis, ou seja, é cidadão italiano o indivíduo filho de pai italiano ou mãe italiana.

Existem algumas formas para fazer o processo de reconhecimento, no Brasil ou na Itália:

Processo de cidadania italiana no Brasil – Através dos Consulados Italianos no Brasil e pode demorar até 15 anos.

Processo de cidadania italiana administrativo na Itália – Demora em média de 90 a 120 dias e é obrigatório ter residência no país durante esse tempo. Através de parceiros, a Bendita Certidão atua na província de Milão e no Piemonte.

Processo de cidadania italiana materna por via judicial – Destinado para requerentes que tem uma mulher na linha de transmissão, e essa gerou o filho antes de 1948.

Até 1983, filhos de mulheres italianas, nascidos antes de 1948 não podiam ter a cidadania italiana reconhecida, devido a um grande erro da legislação italiana.

Se você se enquadra neste quesito, ou seja, é descendente de uma mulher italiana nascido antes de 31/12/1947, contate-nos para um processo por via materna. A Bendita Certidão poderá sanar as suas duvidas e protocolar a sua ação no Tribunal de Roma. Nos podemos te ajudar neste processo. Solicite uma proposta.

Processo de cidadania italiana por via judicial – Através de uma ação judicial, no Tribunal de Roma, o juiz defere a cidadania do requerente. O argumento neste caso é o descumprimento da lei italiana pelos Consulados Italianos no Brasil.

É possível incluir várias pessoas na mesma ação (os valores decrescem, quanto mais pessoas entram) e custas processuais divididas. Por não precisar ir à Itália, não haverá custos com o valor da passagem aérea, alimentação e demais despesas.

Em todos os casos, a Bendita Certidão pode te auxiliar no processo. Solicite um orçamento sem custo.

 

Que documentos vou precisar?

Para o processo de cidadania, você vai precisar das certidões originais e em inteiro teor de todas as pessoas na sua linha de ascendência, partindo do italiano até chegar em você:

  • Certidão italiana de nascimento do antepassado emigrado no Brasil (documento que é emitido pelo comune (município) de nascimento na Itália – se na época do nascimento dele ainda não existia registro civil, o documento será o certificado de batismo emitida pela paróquia).
  • Certidões brasileiras de nascimento de toda a linha de descendência (se na época do nascimento dele ainda não existia registro civil, o documento será a certidão de batismo emitida pela paróquia).
  • Certidões de casamento de toda a linha de descendência (fique atento: caso seu antenato tenha se casado na Itália, você vai precisar pedir esse documento lá).
  • Certidões de óbito (apenas a do antepassado italiano).
  • CNN – Certidão Negativa de Naturalização do seu antepassado italiano.

Requerentes divorciados

Os cidadãos italianos divorciados devem apresentar a documentação para transcrição no competente Comune italiano.

Para caso de divórcio estabelecido por sentença, o requerente deve apresentar:

  • Certidão de Objeto e Pé relativa ao processo de divórcio, acompanhada de Apostila, devidamente traduzida para a língua italiana por um tradutor juramentado. A tradução também deverá estar acompanhada de Apostila.
  • Fotocópia autenticada do processo judicial de divórcio, desde a petição inicial até a sentença final, com carimbo do trânsito em julgado. Em todas as páginas do processo deverá constar a rubrica do funcionário ou do diretor do Cartório do Tribunal de Justiça.
  • Certidão de Objeto e Pé relativa ao processo de divórcio, acompanhada de Apostila, devidamente traduzida para a língua italiana por um tradutor juramentado. A tradução também deverá estar acompanhada de Apostila.
  • Fotocópia autenticada do processo judicial de divórcio, desde a petição inicial até a sentença final, com carimbo do trânsito em julgado. Em todas as páginas do processo deverá constar a rubrica do funcionário ou do diretor do Cartório do Tribunal de Justiça.
  • Tradução juramentada, acompanhada de Apostila, das seguintes peças principais:- Petição Inicial
    – Ata de Instrução e Julgamento
    – Sentença
    – Trânsito em Julgado (em geral, trata-se de um carimbo em uma das últimas páginas da sentença)
    – Uma via original da Declaração anexa preenchida com a data em que a sentença transitou em julgado e assinada pelo interessado.
  • Para caso de divórcio por via administrativa (Lei n. 11441, de 04/01/2007), apresentar:
  • Segunda via original e recente da Escritura Pública de Divórcio Consensual, emitida pelo Tabelionato de Notas em que ela foi lavrada, acompanhada de Apostila, devidamente traduzida para a língua italiana por um tradutor juramentado. A tradução também deverá estar acompanhada de Apostila
  • Uma via original da Declaração anexa preenchida com a data em que a sentença transitou em julgado e assinada pelo interessado.Os documentos originais têm que ser traduzidos por um tradutor juramentado.

Bendita Certidão tem uma equipe de profissionais treinados e capacitados, prontos para preparar a sua pasta para o processo da sua cidadania.

 

É seguro requerer a cidadania italiana?

Basicamente as leis e circulares que regem o processo de reconhecimento da cidadania italiana são:

Circolare del Ministero di Grazia e Giustizia per errore trascrizione

Circolare del Ministero Nº 32

Circolare K28 Del 01/04/1991

Circolare Nº 397 del 15/05/2008 Cognome materno

Circolare Telegrafica Urgente Nº 8 2009 E-mail

Convenzione di Vienna sulle relazioni consolari 1963

Legge 555 del 1912

Legge 5 febbraio 1992

Permesso di attesa della cittadinanza DPR 394 del 1999

Circolare 9 2012

Circolare N 8 2013

Se o requerente seguir à risca as leis em vigor na Itália e no Brasil, será seguro requerer e manter a cidadania para sempre.

 

Processo 100% legal

Para garantir que o processo não vai ser revogado no futuro, é preciso seguir alguns passos:

Fugir de empresas ou profissionais que oferecem condições ou prazos milagrosos.

Todos os documentos devem estar todos corretos, sem erros que geram dúvida na linhagem e direito.

Se apresentar pessoalmente no município em que você vai requerer a cidadania.

Ter uma residência válida na Itália. Não é permitido usar endereço de hotel ou similares.

Aguardar a visita do “vigile urbano” – espécie de policial municipal – para confirmar que você está naquele endereço. Por lei ele tem até 45 dias para passar, e pode passar mais de uma vez. Confirmada sua presença, ele fará um documento certificando que você realmente está residindo em solo italiano.

Após a confirmação da residência é hora de entregar todos os documentos que comprovam seu direito à cidadania.

A prefeitura analisará toda a documentação e pedirá ao consulado brasileiro uma comprovação (N.R. ou Non Renuncia)de que nem você nem seus antepassados renunciaram à cidadania italiana.

Depois que o consulado envia essa comprovação à prefeitura, suas certidões serão transcritas e a cidadania é finalmente reconhecida.

O processo completo varia de 60 dias até seis meses dependendo do comune(município) escolhido.

Com a cidadania já reconhecida, você pode fazer emitir a Carteira de Identidade e o passaporte italiano, que também pode ser pedido via consulado.

Por fim, quando estiver de volta ao seu endereço brasileiro – ou em outro país qualquer -, é preciso informar obrigatoriamente dentro de 30 dias ao consulado que está vivendo fora da Itália. O consulado, então, vai te inscrever no AIRE, que é o registro de italianos residentes no exterior.

Gostou?  Então solicite um orçamento sem custo.

Curta a nossa página no Facebook – Bendita Certidão

 

Tags #consuladoitaliano #passaporte #cidadaniaitaliana #benditacertidao 

4 Comentários

  1. Sonia casari disse:

    Gostaria de saber se vc pega a certidão do meu antenatô traduz e apostila e manda pra mim por carta. Trecenta Rovigo Italia.

  2. Elaine S Costanzo disse:

    Preciso de alguem para traduzir italuano se souber alguem que possa me indicar…tradição juramentada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *